Bem-vindo(a), visitante! [ Registrar | Login

Aichi: 3 mil brasileiros podem estar desempregados ou no mercado informal, indicam dados do governo

Comunidade 28 de agosto de 2016

Aichi: 3 mil brasileiros podem estar desempregados ou no mercado informal, indicam dados do governo

Número de trabalhadores brasileiros cadastrados na província subiu 4%

Crédito: Redação – 27/08/2016 – Sábado, 15:46h

Aichi 3 mil brasileiros podem estar desempregados ou no mercado informal, indicam dados do governo

Nagoia – Cerca de 3 mil brasileiros residentes em Aichi e em idade produtiva estão desempregados ou trabalhando no mercado informal. O número representa quase 10% dos brasileiros na faixa etária entre 16 e 75 anos de idade vivendo na província.

 Segundo dados do Ministério da Justiça do Japão, residem atualmente em Aichi 48 mil brasileiros, sendo 38 mil na faixa etária considerada produtiva, ou seja, entre 16 e 75 anos de idade.

 Desses, 7,6 mil ingressaram no Ensino Médio, são donas de casa e ou estão vivendo com algum tipo de pensão, reduzindo o número de brasileiros no mercado de trabalho em Aichi para cerca de 30 mil.

 No entanto, segundo a Secretaria de Trabalho da província, apenas 27 mil brasileiros estão cadastrados como trabalhadores temporários ou efetivos. Os outros 3 mil brasileiros podem estar desempregados ou vivendo no mercado informal.

 O número de trabalhadores brasileiros cadastrados em Aichi, até 2015, subiu 4%, se comparado a 2014. Dos 94.698 trabalhadores estrangeiros registrados pelas agências de emprego naquela província, 28% são brasileiros e estão à frente dos chineses, filipinos e vietnamitas. Contudo, o número de trabalhadores filipinos e vietnamitas vem crescendo nos últimos anos.

 Ainda segundo o relatório divulgado pela Secretaria de Trabalho de Aichi, dos 27 mil brasileiros cadastrados como trabalhadores, 13 mil, ou 49%, estão sob contrato temporário de trabalho. A maioria, ou 58%, está empregada no setor fabril seguido do setor de serviços, com 25%.

 Por autorização de estadia, 15 mil, ou 56%, possuem visto permanente e 8 mil, ou 32%, visto de longa duração.

 Novos dados sobre a situação da mão de obra brasileira e estrangeira em Aichi devem ser divulgados no início de 2017.

Foto: Reuters

Fonte Alternativa Online

7618 total de visualizações, 30 hoje

EmpregoJP Fan Page

Blog Categories