Bem-vindo(a), visitante! [ Registrar | Login

“É possível ser empreendedor no Japão”, diz presidente honorário da BBG

Comunidade 11 de setembro de 2016

“É possível ser empreendedor no Japão”, diz presidente honorário da BBG

Prestes a completar dois anos, o grupo realizou mais uma reunião em Tóquio

Crédito: Thassia Ohphata/Alternativa – 08/09/2016 – Quinta, 15:18h

e-possivel-ser-empreendedor-no-japao-diz-presidente-honorario-da-bbg

Tóquio – No dia em que se celebrou a Independência do Brasil, 7 de setembro, os membros do Brazilian Business Group (BBG-Ásia) reuniram-se em Tóquio para discutir o futuro da associação, que completa neste mês dois anos de existência.

“O BBG tem que criar cada vez mais empatia, sinergia e oportunidade entre os membros. Esse é o dever e é a grande responsabilidade da direção do grupo”, avaliou Marco Farani, presidente honorário da BBG-Ásia e cônsul-geral do Brasil em Tóquio.

O presidente honorário vê com otimismo o futuro da comunidade brasileira no Japão. “A população do Japão está envelhecendo e irá precisar dos estrangeiros. Os brasileiros aqui são ‘menos estrangeiros’ e menos problemáticos do que outras nacionalidades”, destacou ele na reunião realizada na sede do Consulado do Brasil em Tóquio. “É possível ser empreendedor no Japão. É possível dialogar e convencer o governo japonês a fazer algo pelos brasileiros. É possível que os brasileiros sejam profissionais no Japão.”

No encontro, também foi lançado o guia “Brasil Made in Japan”. Voltado ao público japonês, a publicação destaca o sabor brasileiro e apresentar os fabricantes de produtos no Japão.

Outro projeto apresentado na reunião e que será discutido entre os membros será o lançamento de um produto “Sabor Brasil Made in Japan”. “A ideia é que os fabricantes de produtos brasileiros no Japão se unam para criar algo de culinária e lançar aos japoneses”, explicou o presidente da BBG-Ásia, Hidekichi Hashimoto.

O trabalho em conjunto e a troca de informações foi destacada pelo cônsul-geral do Brasil em Nagoia (Aichi), Arnaldo Cache D’Oliveira. “Tudo está mudando, o mundo e o Japão também e nós temos que nos adaptar e trabalhar em conjunto, trocar informações”, afirmou. “Há pouco mais de um pouco mais de um ano que a BBG passou a atuar na região e só vejo a crescer e isso é muito importante para a nossa comunidade.”

O encontro foi encerrado com uma degustação de produtos brasileiros fabricados no Japão.

Foto: Thassia Ohphata/Alternativa

Arnaldo Cache D’Oliveira, cônsul-geral do Brasil em Nagoia, e Marco Farani, cônsul do Brasil em Tóquio, lançam o guia “Brasil Made in Japan”

Fonte Alternativa Online

2349 total de visualizações, 3 hoje

EmpregoJP Fan Page

Blog Categories

Anúncios Populares do Dia